• Mar Bahia

Comark promove um novo marco de ações na Baía de Todos os Santos

Aconteceu ontem (11) na Academia de Letras da Bahia a primeira edição do Congresso Baía de Todos os Santos Kirimurê (Comark) - Capital da Amazônia Azul. O encontro reuniu grandes nomes de diversos segmentos para discutir e refletir ações em prol da BTS. O Mar Bahia acompanhou a iniciativa promovida pelo Grupo Kirimurê e destaca alguns pontos expostos pelos palestrantes. Após as plenárias foi criado um protocolo de intenções.

Foto: Divulgação
"O potencial não explorado da Baía de Todos os Santos é assustador. Hoje o nosso maior foco é a implementação do Prodetur, gerando empregos e mão-de-obra qualificada. Estão sendo investidos $78 milhões. Neste Verão ainda não haverá obras prontas, mas no próximo, com certeza. O Estado vai viabilizar e o privado vai fazer. O nosso desejo é conseguir implementar marinas ao longo de toda a Bahia."

(Fausto Franco, secretário de turismo do Governo da Bahia)


"Somos loucos e sonhadores que continuam investindo nessa embarcação milenar, mas estamos perdendo essa batalha. Que futuro a sociedade baiana vai dar ao saveiro?"

(Roberto Malaca, vice-presidente da Viva Saveiro)


"Tive muita dificuldade de aprender tudo o que acho que sei e isso não vai se perder, pois agora estou devolvendo um pouco do muito que ganhei, criando a Fundação Aleixo Belov e o Museu do Mar."

(Aleixo Belov, navegador)

Foto: Divulgação
"Há 20 anos foi criada a APA da BTS, que seguem sem um plano de manejo. Além de colocar a mão na massa é preciso investir pesado em infraestrutura de dados da BTS. Existe um desafio tecnológico para geração e cruzamento de informações, mas existe também um desafio social na Baia de Todos os Santos. Esse processo de construção tem que ser coletivo"

(André Fraga, secretário de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência)

Foto: Divulgação
"Na Baia de Todos os Santos existem oito cidades históricas e 256 edificações culturais. São patrimônios imateriais. É preciso reativar a antiga importância da BTS na navegação internacional e isso envolve iniciativas plenamente realizáveis, mas que ainda não acontecem".

(Paulo Ormindo, arquiteto)


"Faltam dados sobre a pesca e a própria BTS. As mulheres marisqueiras fazem 32 movimentos para despolpar um siri. É absurdo, quando você pensa em termos de trabalho, além de muitas estarem com lesão de esforço repetitivo. São cidadãos invisíveis..."

(Gal Meirelles, pesquisadora)


"Estamos rasgando dinheiro. Por diversos motivos e de diversas formas. Mais do que a Baia de Todos os Santos, somos a Capital da Amazônia Azul e isso ainda não é explorado, apesar de todo o território molhado de Salvador ser maior do que o seco. Precisamos gerar e multiplicar essa eco-nomia azul. Se você não pensa no novo, ele não chega".

(Eduardo Athayde, diretor do WWI-Worldwatch Institute)

Foto: Divulgação
"As condições de saneamento básico na Baia de Todos os Santos são muito preocupantes, sobretudo em sua região norte, onde a presença de eflúvios químicos e gasosos industriais são altíssimos, gerando doenças e variados danos na cadeia produtiva. Antes de receber visitas, é preciso limpar a casa"

(Tânia Mascarenhas, Doutora em Química (Química Analítica) pela Universidade de São Paulo. É Professora Titular do Departamento de Química Analítica e membro dos Programas de Pós-Graduação em Química (Instituto de Química) e do Mestrado em Saúde, Ambiente e Trabalho (Escola de Medicina) da Universidade Federal da Bahia (UFBA).


"Esse evento é de um grande ineditismo. Nossa Kirimurê, descoberta há 518 anos, merece essas e outras proposições, é uma semente de muitas outras que virão, aqui estão pessoas realmente comprometidas com a BTS e sua preservação em ordem máxima".

(Julival Goes, radialista)


#comark #amazoniaazul #kirimure #baiadetodosossantos #prodetur #marbahia

© 2017. Mar Bahia. Todos os direitos reservados.