• Mar Bahia

Associação luta pela preservação dos saveiros na Baía de Todos-os-Santos

Uma paixão cuja luta é interminável. Assim é a rotina dos apaixonados pelos saveiros, que buscam, incansavelmente, manter a tradição destas embarcações milenares na Baía de Todos-os-Santos.

Foto: Gustavo Goes

A Associação de Saveiros de Vela de Pena da Bahia, em Cacha-Pregos, é um bom exemplo disso. Sem nenhum apoio público e governamental, sobrevive de doações voluntárias para manter viva a realização do seu calendário de regatas, que acontece anualmente entre os meses de novembro a março, em 12 etapas.


"Com o passar do tempo as coisas foram se perdendo, não só pela questão das dificuldades financeiras dos saveiristas, mas também pelo custo básico de manutenção das embarcações, que são totalmente artesanais e históricas. Imaginem que as regatas de saveiros já foram o esporte número 1 da ilha. Não temos qualquer apoio dos poderes públicos para preservar essa tradição. São muitas as dificuldades que só são superadas pelo amor que temos aos saveiros", conta ao Mar Bahia, o presidente da associação, Ricardo Meneses.


Ainda de acordo com ele, o custo aproximado para a realização das regatas é de R$5 mil, incluindo troféu, alimentação, e tudo que o saveirista merece para ser prestigiado pela sua arte.

"De cerca de 45 barcos na água, hoje só restam 18! Continuamos a navegar na raça e no coração. Para que esse espetáculo não se perca, apelamos a todos que possam nos apoiar".

Quem puder contribuir, pode fazer as doações pelo pix 40 923 235 0001 70 ou ainda entrar em contato pelo (71) 9287.1707.

1 comentário