• Mar Bahia

Empresa americana fará aporte de R$ 300 milhões em projeto marinho na Bahia

Foi lançada em Ilhéus, na semana passada, a pedra fundamental da Forever Oceans Brasil para o cultivo offshore do peixe marinho olho de boi. O empreendimento é fruto do trabalho realizado pelo Governo do Estado, através das Secretarias de Desenvolvimento Econômico (SDE), Agricultura (Seagri) e Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).

Foto: Divulgação

Com aporte de R$ 300 milhões, a empresa prevê a implantação de duas fazendas marinhas compostas por 12 gaiolas cada, com capacidade para a produção de 8.000 toneladas/ano em cada fazenda, a construção de um laboratório para a produção de alevinos de Olho de Boi, além de um frigorífico capaz de processar 100 toneladas de peixes por semana. As operações devem começar em 2023, com a geração de 100 empregos diretos e 400 indiretos.


A primeira etapa do projeto contempla o início das obras de implantação do Laboratório de Produção de Alevinos de Peixes Marinhos (Hatchery). A área para a instalação das fazendas offshore está licenciada pelo Ibama. Com isso, a Bahia dá um passo importante para a consolidação da cadeia produtiva de peixes em grande escala, já que novos empreendimentos estão em prospecção pelo Governo do Estado.


Empresa estabelecida em Washington, nos Estados Unidos, a Forever Oceans chega ao Brasil aliando produção e sustentabilidade. “Nosso objetivo é produzir peixe de forma sustentável e ambiental usando tecnologia de ponta para o nosso empreendimento”, afirma John Lopes, presidente da Forever Oceans Brasil. Ele destaca ainda a importância da parceria com o Governo da Bahia. “Desde a primeira reunião que tivemos, o projeto foi considerado estratégico para o Estado”.


O secretário estadual da Agricultura, João Carlos Oliveira, representou o governador Rui Costa durante a abertura do evento e destacou que a atração deste investimento vai impactar positivamente não apenas na economia do município de Ilhéus. Ele ressalta que “a chamada economia do mar aponta para o futuro e já é gigante pelo mundo, sendo que a Forever Oceans Brasil insere Ilhéus e a Bahia nesse importante segmento econômico”. O secretário também pontuou “o forte apelo ambiental dessa iniciativa, que criará empregos e irá impactar positivamente na economia de toda a região e também do estado”.


0 comentário