top of page
  • Foto do escritorMar Bahia

Evento inédito: Regata Sergipe-Bahia promete grandes emoções na Vela de Oceano

Maior evento da vela do estado de Sergipe em 2023, a 1ª Regata Sergipe-Bahia vai reunir veleiros de diversos estados em uma regata que parte do litoral de Aracaju, com chegada na Baía de Todos os Santos, em mais de 150 milhas (300km) de navegação costeira. A largada acontece no dia 1° de dezembro, às 7h, no trecho do litoral de Aracaju fora do Rio Sergipe. A previsão de chegada dos primeiros veleiros é no sábado (2), pela manhã.


O evento é organizado pela Barlavento Consultoria, Iate Clube de Aracaju (SE) e Aratu Iate Clube (BA), e na sua primeira edição homenageia o velejador sergipano João Conrado Guerra, o Guerrinha.

Foto: Divulgação

A regata surgiu do desejo destes velejadores de oceano de repetirem o trajeto que trouxe os veleiros para Sergipe, mas aproveitando os ventos típicos do verão que favorecem o percurso contrário, descendo de Aracaju para Salvador. Já surge como a terceira maior regata de percurso oceânica do Brasil, atrás apenas da REFENO - Recife Fernando de Noronha (300 milhas náuticas), e da Regata Santos – Rio (190 milhas náuticas).


As cerca de 160 milhas náuticas, quase 300km de navegação terão como bases de partida e chegada o Iate Clube de Aracaju e o Aratu Iate Clube, respectivamente, premiando os três veleiros mais bem colocados e suas tripulações. Segundo Tiago Gonzalez, da Barlavento Consultoria, e um dos organizadores do evento, “A parceria entre o Iate Clube de Aracaju, o Aratu Iate Clube e o Barlavento formou a base necessária para transformar em realidade o sonho de uma regata oceânica em Sergipe. O Aratu Iate Clube é uma referência nacional na vela, com mais de 300 veleiros e uma estrutura de nível internacional. ”


O evento tem a chancela da Marinha do Brasil, através da Capitania dos Portos de Sergipe, que preza por todos os itens de segurança à navegação, e ainda irá vistoriar os veleiros participantes permitindo que embarcações e velejadores cruzem as águas costeiras. O Capitão dos Portos de Sergipe, Alexandre Ferreira, juntamente com a equipe da CPSE, apoiado a organização da regata, e prezado pelo cumprimentos da

NORMAM-03, que rege a navegação de lazer, esporte e recreio.

0 comentário
bottom of page