top of page
  • Foto do escritorMar Bahia

Exposição que mostra áreas de Salvador submersas com aumento do nível do mar segue em cartaz

A exposição Salvador 2100, que mostra áreas de Salvador submersas por causa do aumento do nível do mar, ganhou uma temporada extra no museu Eugênio Teixeira Leal, no Pelourinho. A mostra, que estava em cartaz no espaço durante a Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô), agora vai ficar disponível para visitação gratuita de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, até o dia 25 de novembro.

Foto: MyPhantomToy

“Isso é resultado do sucesso que a exposição Salvador 2100 fez durante a Flipelô. Recebemos um retorno positivo de estudantes, professores e até turistas que passaram pelo Pelourinho e viram áreas como a praia do Porto da Barra, o Mercado Modelo e a Ilha dos Frades totalmente alagadas por causa do aquecimento global”, diz o vereador André Fraga (PV), presidente da Comissão Especial de Emergência Climática e Inovação da Câmara de Vereadores de Salvador.


A exposição é organizada por esta comissão junto às redes internacionais C40, Fundação Konrad Adenauer, GIZ, ICLEI e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Quem for à mostra vai conferir fotos aéreas de 15 locais de Salvador seguidas de projeções de como esses espaços ficarão com o aumento do nível do mar. Entre os locais retratados estão pontos turísticos famosos, como o Rio Vermelho, e até trecho do Sistema Ferroviário do Subúrbio de Salvador, desativado para a construção do VLT do Subúrbio.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page