• Mar Bahia

Novas pranchas vão aperfeiçoar trabalho dos agentes da Salvamar

A Coordenadoria de Salvamento Marítimo (Salvamar), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), vai receber em breve 15 novas pranchas que vão auxiliar os agentes no trabalho de salvamento nas praias de Salvador. As novas aquisições são confeccionadas em materiais mais resistentes, como EVA, epóxi e fibra de vidro, e já estão em fase final de produção.

Foto: Bruno Concha/Secom

De acordo com o coordenador da Salvamar, Alysson Carvalho, o processo foi trabalhoso, mas gratificante. “Quando chegamos neste momento e vemos o material pronto, a qualidade, a especificação técnica da prancha, percebemos que nossos agentes terão condições de fazer com qualidade o resgate das vítimas que porventura estiverem se afogando, e isso me orgulha muito. Em breve estaremos entregando as pranchas não só aos salva-vidas, mas à cidade, para garantir a segurança náutica do nosso município”, disse. Carvalho afirmou que foi criada uma comissão com salva-vidas experientes, que levaram em consideração as especificidades do mar e das praias da capital baiana. Por isso, a coordenação passa a contar com modelos e tipos diversos de pranchas, que serão alocadas diante das necessidades de cada trecho. Os equipamentos seguem os requisitos da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa). “Cada praia tem seu relevo morfológico, ondulações diferentes. Por exemplo, em Armação temos muitos bancos de areia e a onda quebra com força, então fizemos pranchas menores que darão mais facilidade no resgate. Já em Jaguaribe, usamos um longboard maior, porque é uma praia intermediária, não tem tanta arrebentação”, explicou o chefe de planejamento da Salvamar, Kailani Dantas. Além das pranchas, está prevista a aquisição de barracas móveis, que darão suporte em pontos específicos, como em grandes eventos ou em praias mais lotadas. A Salvamar também será reforçada com 50 novos flutuadores e motos aquáticas.

0 comentário