• Mar Bahia

A restauração de Corais no Recife das Pinaúnas

* Por Zé Pescador

Uma iniciativa inédita de restauração de corais está acontecendo na Baía de Todos-os-Santos, em Mar Grande, na ilha de Itaparica. A empresa Carbono14, em parceria com a PRÓ-MAR, está realizando o resgate de colônias de coral situadas na área que será realizada a dragagem do canal das lanchas que fazem a Travessia Mar Grande-Salvador.


Esta obra, apesar do impacto provocado pela dragagem, tem um custo-benefício social positivo e muito importante, porque a interrupção da travessia por conta das marés baixas provoca prejuízos aos passageiros, que perdem horários de consultas, entrevistas de emprego, trabalho e até socorro à vida humana.


Do ponto de vista ambiental, temos algumas áreas recifais já bastante degradadas pelo adensamento populacional, lançamento de esgoto, assoreamento, loteamentos e construções irregulares em áreas de mangue e restinga, além da presença de terminais de transporte marítimo e a pouca vida marinha existente nesta área. Por ser esta área antro-pisada há décadas achamos que a qualidade de vida das pessoas e do lugar vão melhorar.

Projetos de conservação marinha que tratam de ecossistemas tem um alcance socioambiental mais amplo. Os recifes de coral da ilha de Itaparica, no município de Vera Cruz, são um patrimônio natural ainda sem ordenamento, sem plano de manejo, mas com toda possibilidade de geração de renda através do ecoturismo.

A Siderastrea spp., Porites spp. foram as espécies que iniciamos os primeiros resgates e fixação no recife. Inicialmente nossa maior preocupação estava em implantar as colônias de modo que elas não soltassem do local onde foram fixadas com cola atóxica, de forma a evitar ao máximo qualquer desequilíbrio no ambiente deste experimento cientifico de restauração de corais.

Foto: Zé Pescador
Plantar coral é sem dúvida algo meio incomum, mas tem se mostrado promissor em alguns experimentos realizados por pesquisadores em diversos locais do mundo.

A espécie de coral nativo Milepora Alcicorne, conhecido popularmente como Coral de Fogo, que está ameaçada pelo fenômeno do branqueamento causado pelo aquecimento global e destruição dos seus habitats, está entre as espécies alvo para os próximos passos desse experimento na Baía de Todos-os-Santos. A Carbono14 se dedica a restauração de corais, realizando o manejo destas colônias retiradas e plantadas no substrato do próprio recife, em áreas que os corais são raros e muitas vezes ausente. Essa iniciativa proporcionará a restauração de manchas de corais, favorecendo o desenvolvimento de ações de educação ambiental, pesquisa e ecoturismo na região.


*Fundador da ONG Pró-Mar e Consultor Ambiental

© 2017. Mar Bahia. Todos os direitos reservados.