top of page
  • Foto do escritorMar Bahia

Sul-africano viaja da Cidade do Cabo até Salvador sozinho em um caiaque

O velejador e aventureiro sul-africano Richard Kohler realizou, sozinho e a bordo de um caiaque, a travessia entre a Cidade do Cabo, na África do Sul, e Salvador. Ele aportou na capital baiana no último domingo (19), por volta das 15h30.

O explorador ingressou em águas soteropolitanas a partir da Baía de Todos-os-Santos, após percorrer mais de 7 mil km vindo da costa sul-africana. Kohler foi a primeira pessoa a atravessar, sozinha e com este tipo de embarcação, o sul do Oceano Atlântico, tendo escolhido Salvador como destino para esse momento histórico. O velejador saiu da costa sul-africana em 22 de dezembro de 2022, iniciando sua corrida de caiaque, solo e sem suporte, em direção à Salvador.


Veja também:


A Prefeitura de Salvador, através do Escritório de Cooperação Internacional (ECI), da Semdec, da Secult e do Comitê Náutico, está apoiando a chegada de Kohler.


SAC Náutico - Como parte da estratégia para o desenvolvimento da Economia do Mar, a Prefeitura desenhou o SAC Náutico, que está em fase final de implantação e será uma unidade instalada pela gestão municipal em um espaço no Doca1, no Comércio (ao lado do Terminal Náutico). A operação ocorrerá em parceria com órgãos ligados ao setor náutico: a Capitania dos Portos (Marinha do Brasil), a Receita Federal do Brasil e a Polícia Federal.


O trabalho sincronizado entre os órgãos auxiliou na chegada do sul-africano, ainda que no meio das festividades do Carnaval. “O SAC Náutico tem como visão figurar como um importante pilar de atração de eventos e regatas, facilitando a chegada de estrangeiros ao Brasil pelo mar, como é o caso de Richard. A vinda dele reforça a posição geográfica estratégica da nossa cidade, o que pode fazer com que Salvador seja uma porta de entrada para o navegador estrangeiro no país. O trabalho coordenado com a Capitania dos Portos (Marinha do Brasil), Receita Federal do Brasil e Polícia Federal ajuda a promover o destino Salvador”, detalha Mila Paes, secretária municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec).


O SAC Náutico está intermediando o processo de documentação e questões jurídicas com a Polícia Federal, a Receita Federal e a Capitania dos Portos. O Comitê Naútico intermediou o contato com o Yatch Clube para a hospedagem da embarcação. O ECI está mediando o contato entre as diversas partes e articulando os detalhes logísticos e de programação da estadia de Kohler.


João Victor Queiroz, chefe do Escritório de Cooperação Internacional da Prefeitura, lembra que Salvador se destaca com um verdadeiro hub internacional para os mais diversos setores. “Por meio de articulações intersetoriais, diversos órgãos municipais têm trabalhado para ampliar essa atuação também para o setor náutico, como por exemplo a realização de um dos maiores salões náuticos do mundo, ‘Grand Pavois’, em nossa capital. Portanto, nos sentimos honrados que esta travessia única na história tenha sido direcionada para nossa cidade, e esperamos que esse feito demonstre o potencial a se explorar de Salvador e da Baía de Todos-os-Santos, a segunda maior baía do mundo. Desejamos a Richard uma calorosa recepção e já estamos pensando em como cooperar com ele e com seu trabalho social”.


A viagem – Para além do teor aventureiro da viagem, Kohler também está captando recursos para a Operação Sorriso, na África do Sul. Trata-se de uma organização médica voluntária para atendimentos e cirurgias gratuitas a crianças com fissuras faciais. Até o momento, Kohler já arrecadou o equivalente a R$ 86 mil, sendo que a meta da aventura é arrecadar aproximadamente R$ 150 mil para viabilizar cirurgias para 70 crianças sul-africanas.


Kohler ainda não definiu sua data de retorno à Cidade do Cabo, mas é estimado que passe até três semanas em Salvador. Desse modo, existe disponibilidade para a realização de atividades, sobretudo voltadas a temáticas náuticas e de assistência social.

0 comentário
bottom of page