• Mar Bahia

Arte e cultura à beira-mar de Salvador

Atualizado: Jul 15

Todo dia é dia de cultura, mas às quartas-feiras, baianos e turistas têm um motivo a mais conhecerem ou voltarem a visitar pelo menos quatro museus à beira-mar em Salvador: os espaços Pierre Verger, Carybé, o Museu Náutico da Bahia e o Forte do Mont Serrat - todos com entrada franca neste dia da semana.

Foto: Site Mar Bahia

Quem chega ao Porto da Barra, por terra ou por mar, pode desembarcar em um mundo à parte das armas de outrora, viajando em um universo sensorial de pinturas, fotografias e exposições contínuas.


Verger

No Espaço Pierre Verger de Fotografia Baiana, no Forte Santa Maria, os visitantes vão encontrar, não apenas os registros históricos de Verger, com os costumes e a vida da cidade, mas também mais de quatro mil fotografias de outros profissionais baianos. Um verdadeiro passeio imagético dos anos 40 até hoje.

Foto: Divulgação

Verger, antropólogo que nos terreiros tornou-se “Fatumbi”, e que foi profundo pesquisador da cultura africana, realizando registros preciosos, incluindo os, então, muitos saveiros na Baía de Todos os Santos. Carybé, que desde o apelido que adotou em referência a um peixe, mergulhou nos costumes, nas histórias da cidade e seus personagens, reproduzindo em desenhos, pinturas e esculturas a diversidade e o ritmo singular da baianidade, sobretudo em obras de Jorge Amado.


Carybé


A poucos metros, no alto da outra ponta da Barra, é Carybé quem recebe os visitantes em sua “nova casa”, no Forte São Diogo. O local abriga um verdadeiro oceano tecnológico sobre a vida e obra do artista, com diversos recursos de mídia e realidade virtual. Em ambos os espaços, um convite a mais: projeções de algumas pinturas e fotografias nas fachadas dos Fortes, onde a interatividade navega lado a lado com a história destes ícones, que seguem tendo uma importância fundamental na identidade cultural baiana. Destaque também para a vista e o café com excelentes opções gastronômicas.

Foto: Divulgação

Farol da Barra


Já o emblemático Farol da Barra abriga o Museu Náutico da Bahia reúne um valioso acervo de achados arqueológicos submarinos, uma coleção de instrumentos de navegação e sinalização náutica, maquetes, miniaturas de embarcações e uma mostra permanente relativa à geografia, história, antropologia e cultura da Baía de Todos-os- Santos.

Foto: Site Mar Bahia

Vale a pena conferir também a visitação à torre, que por um tempo esteve interditada. Uma das suas curiosidades, além da incrível vista e 360 graus da BTS, é que a energia do farol era alimentada com óleo de baleia, mas após sucessivas reformas, em1937 ele foi finalmente eletrificado. A torre atual tem 22m de altura e emite feixes luminosos nas cores branco e vermelho, podendo ser avistados a 70,3 quilômetros (38 milhas náuticas) de distância.

Foto: Site Mar Bahia

Forte do Mont Serrat

À beira do mar da Cidade Baixa, repousa outra bela arquitetura colonial: o Forte de Nossa Senhora de Mont Serrat, mais conhecido como Forte de Mont Serrat. A construção, que data de 1742, ainda mantém a planta original, com seis torreões, de onde se avistavam os inimigos, e o poço d’água que abastecia os soldados.


O local é bastante visitado por famílias e turistas por ser cercado de jardins, incluindo um canhão que repousa do lado de fora do Forte, além de ser um excelente ponto de avistamento do pôr-do-sol e da Baía de Todos-os-Santos. Vale a pena dar uma esticada à Ponta de Humaitá, que é outro point como uma das mais belas vistas de Salvador.


SERVIÇO

  • ESPAÇO CARYBÉ - QUA (GRATUITO) A SEG - 10H ÀS 17H (FORTE DE SÃO DIOGO, PORTO DA BARRA)

  • ESPAÇO PIERRE VERGER - QUA (GRATUITO) A SEG - 11H ÀS 19H (FORTE DE SANTA MARIA, PORTO DA BARRA)

  • MUSEU NÁUTICO DA BAHIA - TER A DOM - A0H ÀS 17H (FAROL DA BARRA, BARRA)

  • FORTE DO MONT SERRAT - SEG, QUA, QUI, SEX (PRAIA DA BOA VIAGEM, CIDADE BAIXA) (71) 3313 7339

0 comentário