top of page
  • Foto do escritorMar Bahia

Bahia faz bonito na Refeno e consolida flotilha com uma das mais atuantes no Brasil

A Bahia esteve mais do que bem representada na 33ª edição da Regata Internacional Recife-Fernando de Noronha (Refeno). Com um total de 18 embarcações que largaram no último dia 24, a flotilha baiana pontuou três colocações entre as dez primeiras que cruzaram a linha de chegada em Noronha, além de faturar também outras colocações em diversas classes.

As colocações nas respectivas classes foram: o veleiro Papaléguas (1° lugar | VPRS), veleiro Marujo's Stanley (2° lugar | VPRS), veleiro Maroto (3° lugar | VPRS), veleiro Skei (4° lugar | VPRS), Dona Marina (1° lugar | RGS B), Sagara (2° lugar | RGS B), VMax-3 (3° lugar | RGS B), veleiro Ventania (2° lugar | RGS C), veleiro Fuga (5° lugar | RGS C), veleiro Igarité (6° lugar | RGS C), veleiro Jahu 2 (1° lugar | Catamarã B), veleiro Sagma (2° lugar | Aberta A), veleiro Dysdobre (2° lugar | Aberta B), Intuição JC (3° lugar | Aberta B), veleiro Trisquel (2° lugar | MOCRA). Os resultados completos podem ser acessados aqui.


"A 33a Refeno foi repleta de dinâmica e emoções. Esta regata, onde normalmente esperamos vento de través bastante folgado e poucos ajustes de vela foi muito diferente. Iniciamos o trajeto cambando em contra-vento até a boia norte, depois seguimos com vento fraco em orça folgada nas primeiras horas, fazendo a regata ser mais lenta para todos.


A madrugada de domingo foi muito tranquila e seca, parecia um grande passeio, vento abrindo e fechando o tempo inteiro requerendo muita atenção da tripulação na trimagem das velas. O dia de domingo não foi diferente, sol escaldante e vento crescendo, e na madrugada de segunda as condições de ventos tornaram a regata duríssima, com "pirajás" e rajadas muito fortes, e convés lavado à vontade em função do ângulo ainda fechado do vento. Todos chegaram bem e, como sempre, os baianos em maior número de barcos, comandaram a alegria na festa de premiação. Levamos muito troféus para casa!", declara Mauricio Sacchi, comandante do veleiro Papaléguas.


Já Wallace Wicks, comandante do veleiro Marujo's Stanley, declarou que foi um segundo lugar com gosto de primeiro. "Disputamos a regata com embarcações bem maiores e chegamos apenas 20 segundos depois do primeiro colocado”.


Veja também:


Confira as dez primeiras embarcações que chegaram em Noronha:


1 - Aventureiro 4 - PERNAMBUCO

2- Boto V - SÃO PAULO

3 - Jahu 2 - BAHIA

4 - Tapioca - RIO DE JANEIRO

5 - Reforça D4 - SÃO PAULO

6 - Suzy Dear - RIO DE JANEIRO

7- Marujo's Stanley - BAHIA

8 - Papa Léguas Sailing - BAHIA

9 - For Sale - SÃO PAULO

10 - Algo+ - PERNAMBUCO


0 comentário

Comments


bottom of page