• Mar Bahia

Beleza e paz em um destino chamado Jaguaripe


Foto: Site Mar Bahia

Pouco mais de 60km* separam Salvador de um dos mais belos, históricos e sossegados destinos da Baía de Todos-os-Santos: o município de Jaguaripe. O Mar Bahia desembarcou neste paraíso, que preserva suas características essenciais, enchendo nosso coração salgado de paz e simplicidade.


Seguimos o *caminho convencional, usando o modal marítimo (ferry-boat) e terrestre (ônibus) em uma viagem de cerca de quatro dias. A primeira recepção não podia ser melhor: dois belos saveiros ancorados à beira do rio em uma tarde de céu azul e o silêncio típico desta que é a primeira Vila do Recôncavo Baiano, com construções do século XVII.

Aproveitamos o fim de tarde e seguimos para um passeio pela praça e assistir ao pôr do sol no píer, recentemente reformado pelas obras do Prodetur Bahia, através da Secretaria de Turismo do estado. A estrutura abriga ainda uma ponte de acesso e casario que formam o Terminal Turístico, em excelente estado de conservação, sobretudo à noite, quando permanece aberto e bem iluminado.


É impossível não sentir vontade de cair no rio, sobretudo pelas condições oferecidas pelo novo píer, com escadas que submergem, sendo um convite mais seguro de banho. Cuidado apenas com a correnteza e cascas de ostras que se formam naturalmente na estrutura, a fim de evitar acidentes. Devidamente batizada nas águas do Rio Jaguaripe, seguimos para conhecer o restaurante O Saveiro, recentemente inaugurado, e onde experimentamos um maravilhoso pastel de siri com direito a cerveja gelada, fechando o primeiro dia da nossa chegada.

Foto: Site Mar Bahia

Jaguaripe tem uma vocação natural para o turismo náutico, com cachoeiras, rios e mangues prontos para serem navegados - desde as embarcações mais rústicas, como as mais modernas. Tanta beleza e localização estratégica na Baía de Todos-os-Santos, despertam o interesse imobiliário, inclusive internacional, com projetos de alto padrão.


Os principais passeios realizados no município são os de barco até a Praia dos Garcez e localidades próximas como São Bernardo e Camassandi, além da subida do rio até Maragojipinho. Há também a possibilidade de conhecer ilhas próximas como Matarandiba, Cacha Pregos e muito mais. Um outro passeio diário é visitar os sítios históricos e conversar com a comunidade, que sempre oferece boa prosa e ajuda no que for necessário.


Veja também

A especial arte de reproduzir embarcações em miniatura

Boipeba: um destino apaixonante na Costa do Dendê


Como o tempo era curto, optamos por conhecer as Cachoeirinhas de São Bernardo, com banhos refrescantes nas águas do Rio Tiriri (veja vídeos aqui). O lugar conta com opções de serviços de bar e é um programa imperdível para quem quer relaxar. (Evite ir aos domingos, se prefere mais sossego).

Foto: Site Mar Bahia
Foto: Site Mar Bahia

Um outro local que vale a pena conhecer é o Bar Flutuante do Reny, que fica a pouco mais de 30min de barco, partindo da sede. Com uma longa história pelos mares e rios da vida, Reny construiu toda a estrutura atualmente existente no local, incluindo sua casa, toda feita em madeira. Mas, as principais atrações do local são a sua receptividade e iguarias, como peixes, lambretas, ostras e o que mais você imaginar, sempre fresquinhos. Tivemos a sorte de experimentar tudo pescado por ele na hora! Um verdadeiro luxo! (Veja vídeos aqui).


Ainda deu tempo também de visitar as dezenas de olarias em Maragojipinho, conversando com os oleiros, vendo de perto os enormes e rústicos fornos de cozimento da argila até a etapa final de produção das milhares de peças feitas por esses verdadeiros artistas, em um ofício passado por muitas gerações (veja vídeos aqui). Não deixe de experimentar as delícias típicas do Recôncavo do Restaurante Visão do Manguezal, incluindo a carne de fumeiro e a cachacinha da região (curiosamente chamada de "Carioca").


Apesar do tempo apertado para viver tantas experiências possíveis, estar em Jaguaripe durante estes dias nos trouxe exatamente o que fomos buscar: paz e tranquilidade. Ver os saveiros navegando, poder andar sem medo pelas ruas à qualquer hora do dia, conversar com gente simples, tomar banho de rio, se fartar de mariscos e pescados, ver a tarde cair no píer e, sobretudo, conhecer pessoas incríveis (Alô, Don Ray!) que possibilitaram que a nossa breve viagem fosse inesquecível.

Foto: Site Mar Bahia

Por isso, vai aqui nossos agradecimentos mais do que especiais a Jau (que nos deu as boas-vindas com dicas importantes, desde o primeiro contato, além de um dos melhores navegadores da região), Ícaro (que nos proporcionou um passeio maravilhoso pelo rio, além de uma companhia super agradável), além de Dona Nice (onde tomamos um cafezinho divertido e soubemos o verdadeiro significado de "dipirona") e Denis (o já nosso amigo e motorista que nos salvou de algumas pegadinhas, além de ser um dos melhores guias que você poderá encontrar nessa região).


Dicas importantes


* Caso vá de ferry/ônibus, há somente uma linha de ônibus que sai do Terminal de Bom Despacho direto para Jaguaripe. Atualmente, os horários são 15h20 (ida) e 04h20 (volta). Vale lembrar que esta linha não funciona domingos e feriados. Ligue com antecedência para a empresa Cidade Sol (71) 3682.1791 e confirme as informações antes de ir.

PS: não caia nunca, jamais, na pegadinha de que descendo em Nazaré haverá opções de vans para Jaguaripe. É uma cilada!


* A maior dificuldade que tivemos em Jaguaripe (sede) foi uma oferta maior de pousadas. Mas, vale a pena pesquisar, não apenas na sede, como em localidades próximas como Camassandi, São Bernardo e Garcez. Nesse caso, preveja antes como será o seu deslocamento, de acordo com o seu planejamento de viagem.


Contatos

* Passeios de Barco Jau - (75) 98301.9710

Ícaro - (75) 99816.6441


* Motorista/Uber

Denis - (75) 99700.4214


* Bar Flutuante do Reny

(75) 99855.4201


* Café da manhã/lanches

Dona Nice - (71) 99630.8580


Mais fotos | Trip Jaguaripe

2 comentários