top of page
  • Foto do escritorMar Bahia

Capitania dos Portos da Bahia emite recomendações aos participantes da Procissão Marítima de Iemanjá


No dia 2 de fevereiro, acontece a tradicional Procissão Marítima de Iemanjá, uma das mais populares e valorizadas do calendário baiano, e que atrai à praia do Rio Vermelho uma multidão de fiéis e admiradores.


Durante o evento, a Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos da Bahia (CPBA) empregará quatro embarcações e duas moto aquáticas para garantir a segurança da navegação e a salvaguarda da vida humana. Militares do Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador e o Aviso de Patrulha (AviPa) “Dourado”, subordinado ao Comando do 2º Distrito Naval, reforçarão a segurança. Haverá, ainda, equipes da CPBA fiscalizando embarcações em todos os terminais de transporte de passageiros. No total, será empregado um efetivo de 100 militares, entre equipes distribuídas em terra e no mar.



A procissão marítima terá início a partir das 13h, na Praia do Rio Vermelho, em Salvador. As embarcações navegarão perpendicularmente à costa até atingir a distância aproximada de 3 Km da praia, local onde as oferendas serão lançadas ao mar. Para quem deseja acompanhar o cortejo, algumas recomendações importantes deverão

ser seguidas, conforme a seguir:


a) Deverá ser respeitado o perímetro de segurança que será estabelecido pelas lanchas da CPBA em torno das embarcações que transportarão as oferendas para Iemanjá. Durante o deslocamento para o local de lançamento das oferendas, será proibido o tráfego de embarcações no interior do perímetro de segurança;


b) somente poderão participar do cortejo embarcações homologadas para operar em mar aberto ou que estejam com a dotação mínima de material exigido para operar na área de navegação interior tipo 2;


c) a quantidade de pessoas a bordo não deverá ultrapassar ao fixado na lotação

estabelecida no respectivo Título de Inscrição da Embarcação (TIE);


d) as embarcações deverão dispor do material de salvatagem previsto na sua dotação.

Especial atenção deve ser dada aos coletes e boias salva-vidas;


e) as embarcações deverão ser conduzidas por pessoas devidamente habilitadas pela

Marinha do Brasil, que não devem ingerir bebidas alcoólicas;


f) nenhuma embarcação deverá se posicionar em rumo oposto ao rumo do cortejo;


g) deverá ser obedecido o tráfego em baixa velocidade, evitando a realização de manobras arriscadas que venham a colocar outras embarcações em risco;


h) caso haja necessidade, deverá ser prestado auxílio às outras embarcações, a menos que represente perigo para si ou para outrem;


i) as embarcações não deverão impedir o acesso à praia do Rio Vermelho;


j) os comandantes das embarcações deverão manter permanente atenção quanto à

presença de banhistas na área, principalmente nas proximidades da praia; e


k) os comandantes das embarcações que estiverem acompanhando o cortejo não deverão permitir o mergulho no mar de seus tripulantes e passageiros durante o cortejo e no momento de entrega da oferenda.


Em caso de emergências no mar, a MB disponibiliza o número185.

0 comentário
bottom of page