top of page
  • Foto do escritorMar Bahia

Comando do 2º Distrito Naval realiza Operação Choque em Ordem na BTS

Contando com meios e militares das Organizações Militares subordinadas ao Comando do 2º Distrito Naval (Com2ºDN), a Marinha do Brasil realizou, no período de 31 de março a 8 de abril, a Operação “Choque de Ordem III”. Ao todo, foram inspecionadas 952 embarcações, com 61 notificações emitidas, 10 embarcações apreendidas, um Inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação instaurado, além de 146 testes de alcoolemia.

Foto: Marinha do Brasil

O propósito foi realizar ações de patrulhamento e de Inspeção Naval na área de jurisdição do Com2ºDN, com foco no interior da Baía de Todos-os-Santos (BTS), em Feira de Santana e em Cabaceiras do Paraguaçu, a fim de intensificar a fiscalização do tráfego aquaviário, com a realização de abordagens a embarcações, visando a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana no mar e ao combate de delitos transfronteiriços e ambientais.


“Essa ação é muito importante para o ordenamento do tráfego aquaviário, principalmente as ações de presença em localidades que ficam no entorno da BTS e nos principais terminais de transporte de passageiros e de turistas”, afirma o Comandante do 2º Distrito Naval, Vice-Almirante Antonio Carlos Cambra.


Participaram da operação meios e militares da Capitania dos Portos da Bahia (CPBA), Capitania dos Portos de Sergipe, Capitania Fluvial de Juazeiro, Delegacia da Capitania dos Portos em Porto Seguro, Delegacia da Capitania dos Portos em Ilhéus, do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Leste e do Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador, além de integrantes da Companhia de Polícia de Proteção Ambiental da Polícia Militar da Bahia (COPPA-BA), do Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA), do Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade (ICMBio), do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (INEMA) e do Ministério Público Federal da Bahia (MPF-BA).


“Durante as ações, coordenadas pela Capitania dos Portos da Bahia, foram realizadas Ações de Fiscalização do Trafego Aquaviário, de Patrulhamento e de Inspeção Naval, a fim de verificar, por parte das embarcações, o cumprimento da Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário, além de reprimir delitos ambientais em coordenação com os Órgãos de Segurança Pública e Fiscalização participantes da operação”, destaca o Capitão dos Portos da Bahia, Capitão de Mar e Guerra Wellington Lemos Gagno.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page