top of page
  • Foto do escritorMar Bahia

Salvador concorre à certificação de Área de Patrimônio da Vida Selvagem Mundial

A Redemar Brasil está prestes a se tornar a primeira ONG baiana no segmento, a obter a certificação de Área de Patrimônio da Vida Selvagem do Brasil. Desde 2022 quando foi aceita para fase piloto e Salvador reconhecida como uma Candidata, a organização sem fins lucrativos vem participando do programa Whale Heritage Sites, uma iniciativa da World Cetacean Alliance (WCA) em parceria com a World Animal Protection, que reconhece os locais que oferecem experiências de observação de baleias responsáveis e sustentáveis, respeitando o bem-estar dos animais e promovendo a cultura local. programa que valoriza a convivência harmônica entre o homem e a natureza.

Agora, a ONG já está na penúltima etapa para se tornar a primeira Área de Patrimônio da Vida Selvagem (Wildlife Heritage Area) do Brasil, um programa que amplia o conceito dos Whale Heritage Sites para abranger toda a vida selvagem em terra e no mar. O objetivo é mostrar às comunidades e suas relações com a biodiversidade, incentivando a coexistência respeitosa entre o homem e a vida selvagem.


O programa Wildlife Heritage Area foi criado especificamente para as comunidades, oferecendo benefícios econômicos tangíveis por meio do turismo responsável, apoio de ONGs e especialistas em vida selvagem, foco no patrimônio cultural e promoção de soluções locais. Além disso, o programa conta com um site e uma campanha promocional que divulgam as áreas e as comunidades para o mundo todo.


As Áreas de Patrimônio da Vida Selvagem não são um esquema de certificação. Em vez disso, utilizam critérios simples, flexíveis e holísticos para demonstrar rigor e melhoria contínua. Além disso, ONGs parceiras especializadas apoiam e orientam as comunidades em direção a resultados que beneficiam as pessoas, o local e a vida selvagem.


A Redemar é um exemplo de como uma entidade ambientalista pode se envolver com o programa Wildlife Heritage Area e se beneficiar dele.

A expectativa é que REDEMAR BRASIL receba o reconhecimento como Área de Patrimônio da Vida Selvagem ainda este ano, se juntando a outras áreas ao redor do mundo que já fazem parte do programa, como Hermanus (África do Sul), Dana Point (EUA), Hervey Bay (Austrália) e Tenerife (Espanha).


Redemar é pioneira no Brasil com essa certificação


A REDEMAR BRASIL também se destaca por ser a única candidata do Brasil ao programa Wildlife Heritage Area, que conta com o apoio da WCA, uma organização global que reúne mais de 100 ONGs dedicadas à proteção dos cetáceos e seus habitats.


Segundo uma matéria publicada pela National Geographic em 16/03/23, o programa Wildlife Heritage Area tem como objetivo incentivar um turismo com regramento claro e respeito tanto à vida silvestre como à vida humana. De acordo com o presidente honorário da WCA, Jean-Michel Cousteau, os Locais do Patrimônio das Baleias são um padrão ouro para a observação responsável de baleias em todo o mundo, já que os operadores dentro deles serão credenciados.


A matéria também ressalta que o turismo de observação de baleias pode incentivar a transição econômica da caça comercial de baleias em países como a Islândia, onde cerca de 350.000 visitantes fazem viagens de observação de baleias a cada ano, gerando € 20 milhões (£ 17 milhões) anualmente.

0 comentário

Comments


bottom of page