• Mar Bahia

Todos os detalhes dos novos naufrágios:"Salvador se tornará a capital mundial do mergulho"

Em duas semanas a Baia de Todos os Santos ganhará seus dois primeiros naufrágios artificiais. Sim, dois! O primeiro a ser afundado será o ferryboat Agenor Gordilho, seguido pelo Rebocador Vega, em uma complexa operação comandada pela EngeSub, Shark Dive Operadora, Marinha do Brasil e o Governo da Bahia nas proximidades do Yacht Clube da Bahia, onde será feito o afundamento, às 12h30, no dia 19 de outubro.

Foto; Shark Dive

Com exclusividade, o Mar Bahia conversou com o presidente da Associação de Mergulhadores da Bahia e sócio-diretor da Shark Dive, Igor Carneiro, que detalhou todos os processos dos naufrágios. "Afundamentos para criação de recifes artificiais exigem uma grande preparação que antecedem o grande dia, além dos processos burocráticos e os minuciosos estudos de impactos ambientais, temos que fazer uma manutenção diária nas embarcações com limpeza periódica e todo um plano de ação será testado para problemas durante o processo de afundamento", declara Igor.

Foto: Shark Dive

De acordo com ele, no mesmo dia do afundamento, uma equipe de mergulhadores irá verificar como os navios ficaram e se existe alguma situação insegura que comprometa o meio ambiente e as futuros visitantes. A previsão é de que em um ano a embarcação esteja repleta de vida marinha.


"Salvador se tornará a capital mundial do mergulho urbano. Água quente ano inteiro e muito perto da costa. Vamos reativar o turismo de mergulho em Salvador com toda força com previsão de 200% de crescimento já para esta temporada. Estão previstos mais dez naufrágios em outros projetos para os próximos dois anos", declara Igor.

Mergulho

Aqueles que desejarem conhecer os novos naufrágios terão que realizar um curso

Foto: Shark Dive

específico de mergulho, como destaca Igor. "Nos primeiros 30 dias as operadoras de mergulho cadastradas na Associação dos Mergulhadores Recreativos da Bahia irão fazer operações de mergulho teste para os profissionais poderem conhecer bem os naufrágios e atuarem de forma segura. Após este período será aberto ao mergulho. Para mergulhar nos naufrágios, que terá apenas permissão para mergulho (Proibido caça e pesca), o mergulhador terá que procurar uma das operadoras cadastradas na Associação".


O Agenor Gordilho

Com 71 metros de comprimento e 19 metros de altura, o Agenor Gordilho fez a viagem inaugural no Sistema Ferry Boat no dia 5 de dezembro de 1972. A embarcação realizou a travessia Salvador-Itaparica durante 45 anos, até o fim de 2017. Por hora, se encontra no Terminal de Bom Despacho, onde são feitos os ajustes finais até o dia 19. A profundidade máxima de mergulho será de 32m.


O Rebocador Vega

Desativado há dez anos, o Rebocador Vega, com 38,50m de comprimento, 10m de boca - prestava serviços para empresas petrolíferas e será afundado meia hora após o Agenor Gordilho. A profundidade máxima de mergulho será de 28m.



#mergulho #dive #naufragios #mergulhoemnaufragios #sidemountattack #agenorgordilho #baiadetodosossantos #ferryboat #afundamento #turismo #turismonautico #marbahia

© 2017. Mar Bahia. Todos os direitos reservados.