top of page
  • Foto do escritorMar Bahia

Dia do Saveiro: resistência e renovação na Baía de Todos-os-Santos


Resistência, resiliência e poesia. A saga dos saveiros da Bahia segue em curso, indo contra a maré do descaso e da falta de incentivos para a sua sobrevivência. Para celebrar a embarcação mais importante da nossa história e cultura navegante, é comemorado hoje, 19 de janeiro, o Dia Municipal do Saveiro.


A data é uma homenagem ao aniversário de Lev Smarcevski - arquiteto, pintor, escultor, navegador e grande visionário dessa lendária embarcação, imortalizada no livro de sua autoria: "Graminho, a Alma do Saveiro".


Embora cada vez mais escassos na paisagem e no dia a dia da Baía de Todos-os-Santos, os saveiros resistem com o bravo espírito dos mestres e de uma rede de amigos e apoiadores que mantém vivas a sua existência. Atualmente, três emblemáticas embarcações seguem em reforma e reconstrução: o "É da Vida", "Mensageiro do Destino" e o "Sombra da Lua"; todos da Associação Viva Saveiro.


O "Sombra", como é carinhosamente chamado, iniciou sua construção em 2018, com paradas devido à pandemia da Covid, e com previsão de conclusão ainda em março deste ano.


"O Sombra da Lua está sendo construído do zero e vem se transformando em uma embarcação que é uma verdadeira joia para os amantes dos saveiros. Do antigo Sombra, tem apenas o valente espírito centenário e navegante da Baía de Todos-os-Santos", declara Roberto Bezerra, o Malaca, um dos diretores da Associação Viva Saveiro.



Veja também:


O esmero e a complexidade da construção deve se transformar em um registro histórico, com diversas possibilidades de divulgação, incluindo documental. Toda a construção não conta com qualquer ajuda governamental , mas com uma ampla rede de defensores - que não apenas arrecadam recursos, mas debatem possibilidades e projetos para os saveiros.


A estrada é longa e os desafios são muitos, mas especialmente hoje a Baía de Todos-os-Santos sorri em silêncio, homenageando o legado de Lev e de tantos que por aqui singraram, agradecendo ao carinho dos que realmente amam estas embarcações e os fazem continuar navegando, e abençoando o espírito secular e imortal dos saveiros da Bahia.



0 comentário

Comments


bottom of page