• Mar Bahia

O raio-x e as expectativas das obras do Prodetur na Baía de Todos-os-Santos

Atualizado: 20 de jan.

A Baía de Todos-os-Santos promete ganhar novos capítulos nos próximos anos. Com roteiros turísticos que ainda datam de 30 anos, as intervenções náuticas e culturais promovidas pelo Governo do Estado, através do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur Bahia), através da Secretaria de Turismo - Setur (BA), com recursos do Estado e financiamento do BID, na ordem de US$ 70 milhões, trazem um novo fôlego para os diversos setores e engrenagens do turismo.


Foto: My Phantomtoy

Ao todo estão sendo entregues 11 obras de infraestrutura náutica e uma de cunho cultural, com a requalificação do Museu Wanderley Pinho, em Caboto (Candeias), oferecendo a possibilidade de criação de oportunidades de negócios na implantação de equipamentos e prestação de serviços náuticos, como a construção e aluguel de embarcações, implantação e operação de bases náuticas, desenvolvimento e operação de roteiros náuticos, organização de eventos esportivos e oficinas de manutenção.


Além das intervenções físicas, a Setur também realizou a formação de uma Rede de empreendedores da Baía de Todos-os-Santos (Rede BTS), em um trabalho de formação realizado durante cerca de três anos com a preparação de planos de negócio e qualificação de trabalhadores e empresários de seis categorias: hospedagem, gastronomia, artesanato, manifestações culturais, empreendimentos náuticos e receptivos turísticos.


Expectativa

Com a proximidade do Verão e de um intenso fluxo de pessoas e capital na BTS, é normal a expectativa de muitos segmentos, sobretudo o náutico, para a inauguração das obras. O Mar Bahia conversou com o Assessor de Monitoramento e Avaliação do Prodetur Nacional Bahia, Bruno Fernandes, que explicou as razões deste processo.


"As obras serão concedidas para operação da iniciativa privada, com licitação para concessão dos equipamentos. Neste momento, estamos tratando da concessão de seis: as quatro bases náuticas (Penha, Salinas, Itaparica e Cacha-Pregos) e os dois terminais turísticos (Botelho e Bom Jesus dos Passos). Os outros quatro terminais turísticos em Cachoeira, Mutá e Jaguaripe não irá ter este processo de concessão, pois os gestores dos próprios municípios demonstraram interesses em administrá-los. Já os Museus (MAM e Wanderley Pinho), quem está tratando desta concessão é o IPAC, através da Secretaria de Cultura", esclarece Bruno.


Ouvimos também o Capitão da Flotilha de Veleiros de Oceano da Bahia (FVOBA), Maurício Sacchi, que falou sobre a perspectiva da comunidade náutica com as obras.


"Temos a maior Baía do Brasil, não só diferenciada pelo tamanho, mas também pela temperatura agradável das águas, ventos constantes e sol predominante ao longo do ano. Apesar de todas as condições favoráveis, nós velejadores observamos poucas opções de destino com apoio e infraestrutura em terra para melhor usufruir das nossas embarcações para lazer e estadia em tantas localidades belas que temos. Estamos muito otimistas para que as obras do Prodetur nos traga boas opções para navegarmos ainda mais , favorecendo todas as formas o turismo em nossa bela Bahia. Parabenizamos os idealizadores dos projetos e iniciativas em torná-los uma realidade", explica Maurício.


Ainda de acordo com as informações da Setur (BA), as obras do Prodetur devem ficar 100% prontas até dezembro de 2021, mas o processo das concessões dos equipamentos deve ser concluído no primeiro semestre de 2022. Até lá, levantamos o que será oferecido em cada um dos novos pontos. Confira:


INTERVENÇÕES NÁUTICAS E CULTURAIS NA ZONA TURÍSTICA BTS


BASE NÁUTICA DA PENHA | RIBEIRA/SALVADOR

Imagem: Projeção/Setur/BA

Estrutura:

  • Lobby, recepção geral, salas de gestores, salas de qualificação profissional, auditórios, recepções e salas de espera;

  • Galpões com 96 vagas secas e píeres com 48 vagas molhadas;

  • Rampa de acesso ao mar;

  • Oficina para manutenção de embarcações, depósitos e pátio de serviços;

  • Arena Multiuso para venda de roteiros turísticos;

  • Restaurante, café, refeitório e copa;

  • Sanitários masculino, feminino, PNE e vestiários;

  • Estacionamento com 27 vagas.


ATRACADOURO SOLAR DO UNHÃO | MAM | SALVADOR

Imagem: Projeção/Setur/BA

Veja mais fotos aqui

Estrutura:

  • Ponte de acesso fixa;

  • Ponte móvel;

  • Plataforma de atracação com mecanismo eletromecânico de movimentação vertical;

  • Restaurante e café com capacidade para aproximadamente 120 pessoas.

ATRACADOURO DO MUSEU WANDERLEY PINHO |CANDEIAS

Imagem: Projeção/Setur/BA

Estrutura:

  • Ponte de acesso;

  • Ponte móvel;

  • Flutuante para atracação.


MUSEU WANDERLEY PINHO | CANDEIAIS

Estrutura:

  • Acesso via náutica pelo atracadouro;

  • Restauro dos bens móveis;

  • Implantação da exposição de longa duração;

  • Urbanização do entorno;

  • Requalificação e restauro das edificações da casa grande, capela e fábrica;

  • Receptivo náutico.

TERMINAL TURÍSTICO DE BOTELHO | ILHA DE MARÉ | SALVADOR

Imagem: Projeção/Setur/BA

Veja vídeo especial aqui


Estrutura:

  • Ponte de acesso;

  • Ponte móvel;

  • Flutuante para atracação;

  • Terminal com recepção, lanchonete, bilheteria e sanitários;

  • Urbanização com projeto paisagístico, bancos fixos e iluminação pública.


TERMINAL TURÍSTICO DE BOM JESUS DOS PASSOS |SALVADOR

Veja vídeo aqui

Imagem: Projeção/Setur/BA

Estrutura:

  • Ponte de acesso;

  • Ponte móvel;

  • Flutuante para atracação;

  • Terminal com recepção, lanchonete, bilheteria e sanitários.

BASE NÁUTICA DE ITAPARICA

Imagem: Projeção/Setur/BA

Estrutura:

  • Ponte de acesso;

  • Ponte móvel;

  • Flutuante para atracação;

  • Área com 36 vagas secas e píeres com 114 vagas molhadas;

  • Rampa de acesso ao mar;

  • Sanitários masculino, feminino, PNE e vestiários;

  • Posto para abastecimento de embarcações.


ATRACADOURO DE MUTÁ | JAGUARIPE

Imagem: Projeção/Setur/BA

Estrutura:

  • Ponte de acesso;

  • Ponte móvel;

  • Flutuante para atracação;

  • Urbanização com projeto paisagístico, bancos fixos e iluminação pública.


TERMINAL TURÍSTICO DE JAGUARIPE

Estrutura:

  • Ponte de acesso;

  • Ponte móvel;

  • Flutuante para atracação;

  • Urbanização com projeto paisagístico, bancos fixos e iluminação pública


TERMINAL TURÍSTICO DE CACHOEIRA

Imagem: Projeção/Setur/BA

Estrutura:

  • Ponte de acesso;

  • Ponte móvel;

  • Flutuante para atracação;

  • Terminal com recepção, lanchonete, bilheteria e sanitários.


BASE NÁUTICA DE SALINAS DA MARGARIDA

Imagem: Projeção/Setur/BA

Estrutura:

  • Ponte de acesso;

  • Ponte móvel;

  • Flutuante para atracação;

  • Urbanização com projeto paisagístico, bancos fixos e iluminação pública

  • Galpões com 39 vagas secas e píeres com 19 vagas molhadas;

  • Oficina para manutenção de embarcações, depósitos e pátio de serviços;

  • Rampa de acesso ao mar;

  • Sanitários masculino, feminino, PNE e vestiários;

  • Estacionamento com 83 vagas, sendo 3 para ônibus e 7 para PNE;

  • Terminal com recepção, lanchonete, bilheteria e sanitários;

  • Posto para abastecimento de embarcações.


BASE NÁUTICA DE CACHA-PREGOS

Imagem: Projeção/Setur/BA

Estrutura:

  • Ponte de acesso;

  • Ponte móvel;

  • Flutuante para atracação;

  • Urbanização com projeto paisagístico, bancos fixos e iluminação pública

  • Galpões com 11 vagas secas e píeres com 41 vagas molhadas;

  • Oficina para manutenção de embarcações, depósitos e pátio de serviços;

  • Rampa de acesso ao mar;

  • Sanitários masculino, feminino, PNE e vestiários;

  • Terminal com recepção, lanchonete, bilheteria e sanitários;

  • Posto para abastecimento de embarcações.


Veja também:

Turismo na BTS ganha incremento com obras do Prodetur e Baía Viva O que mudou após um ano dos primeiros naufrágios artificiais em Salvador

0 comentário