• Mar Bahia

Ilha dos Frades: o destino mais procurado no Verão da Baía de Todos os Santos

Quem ainda não descolou um passeio de barco pela Baía de Todos-os-Santos (BTS) neste Verão, que levante a mão. E quem ainda não ouviu falar na badalada Ilha dos Frades, levanta as duas!

Foto: Fundação Baía Viva

Com a pandemia do Coronavírus, as experiências mais reservadas a bordo de embarcações se tornaram uma solução para muitas pessoas que viram nestes passeios uma alternativa para uma diversão mais segura. E embora os destinos mais procurados da BTS fossem muito pulverizados há alguns anos, neste Verão a Ilha dos Frades tem sido a “menina dos olhos” deste novo público.


De acordo com a empresária Isabela Suarez, que administra a ilha através da Fundação Baía Viva, a procura tem explicações claras. "Infraestrutura viabilizada, qualidade no serviço e possibilidade de acesso. Requisitos básicos para consolidação de qualquer destino turístico.


"Em 2015, a média de visitação na alta estação na praia de Ponta de Nossa Senhora era de 900 pessoas por dia. Em 2020 atingimos a marca de 2 mil pessoas por dia! O que é importante dizer é que esse aumento na procura se dá pelas possibilidades de infraestrutura e segurança que são oferecidas. Não existe mágica quando se fala de Turismo!" (Isabela Suarez | Fundação Baía Viva)


A Ilha

A Ilha dos Frades pertence ao município de Salvador, tem apenas oito quilômetros de comprimento e mantém a certificação internacional do selo Bandeira Azul, que é concedido com base em uma série de critérios com foco em gestão e educação ambiental, qualidade da água, segurança e serviços, turismo sustentável e responsabilidade social.


As águas mornas e cristalinas, a organização e excelência dos serviços, preservação da Mata Atlântica e o conjunto arquitetônico e histórico da ilha reforçam seu caráter inquestionável como um dos grandes atrativo turísticos da Baía de Todos-os-Santos. O acesso por terra é feito a partir da BR-324 até a Ilha de Madre de Deus, onde se pode fazer a travessia marítima em barcos alugados até Loreto, Paramana ou a Ponta de Nossa Senhora. Para quem vai desembarcar na ilha é preciso pagar uma taxa de R$25,00 por pessoa.

Foto: Rui Rezende

De acordo com Isabela, a taxa decorre de uma iniciativa acertada do Estado da Bahia em privatizar o terminal de Ponta de Nossa Senhora, através do regime de concessão, que nada mais é do que a transferência da execução de um serviço público para o particular.


"Essa descentralização das obrigações do estado é fundamental para o bom desenvolvimento do nosso turismo e graças a essa tarifa, quem visita o local hoje, encontra equipamento conservados e com excelente qualidade. Mais uma vez, não existe mágica quando se trata de turismo e se o caminho escolhido for o do amadorismo a Bahia e o Brasil não terão nenhuma chance de competitividade sem apoio da iniciativa privada", destaca.


Charters em alta Outra alternativa para chegar à ilha dos Frades é através de barcos privados ou turísticos. A cada vez maior procura pelos chamados serviços de charters antecede a chegada da alta estação. Segundo o engenheiro naval e idealizador do aplicativo de transporte náutico Uboatt, Leopoldo Amaral, a procura já era bastante expressiva desde novembro, com pico de movimentação em dezembro.

Foto: Uboatt

"Apesar deste alto volume, é importante destacar que infelizmente deixamos de atender parte do público porque a maioria não se programa para agendar os serviços de locação, deixando para última hora. Muita gente não entende que lancha não é como carro, onde você tem disponibilidade quase imediata. O funcionamento do aluguel de embarcações depende de uma serie de fatores, como disponibilidade e confirmações dos proprietários, disponibilidade de marinheiros, além da manutenção das lanchas. Esse tipo de serviço tem que ser reservado com pelo menos uma semana de antecedência, sobretudo no Verão ", declara Leopoldo.

Veja também:

Marinha do Brasil inicia Operação Verão na Bahia

Primeiras obras do Prodetur na Baía de Todos-os-Santos serão entregues no próximo semestre As delícias da Gamboa no Bar da Mônica Boipeba: um destino apaixonante na Costa do Dendê

Para Ivan Cândido, que também opera com traslado em lanchas e veleiros pela Baía de Todos-os-Santos, o mercado de aluguel de embarcações segue super aquecido. "Estamos com todos os fins de semana fechados até fevereiro. Temos dois roteiros mais procurados: Ilha dos Frades (Viração, Loreto e Ponta de Nossa Senhora) e Ilha de Maré. Nosso diferencial é que não somos tão atrelados a horários porque às vezes o destino não agrada o cliente e podemos adiantar ou estender para um outro ponto (dentro do destino contratado). Queremos ver o cliente feliz!", ressalta.

Foto: Passeio Veleiro & Lancha

A BTS é delas

Em conversas com o Mar Bahia, as fontes consultadas foram categóricas: a maior procura pelos serviços de charters na BTS é feita por mulheres. Pela Uboatt, em média, 65% do nosso público é feminino. Grupos de família respondem por 50% e grupos de amigos, os outros 50%, com procura, sobretudo para aniversários e festas surpresas, com poucas pessoas. Já Ivan garante que cerca de 90% do público é feminino, que se reúnem em grupos de amigos, seguido também pelo público LGBT.

Destinos mais procurados na BTS

1 - Ilha dos Frades 2 - Ilha de Maré 3 – Pôr do sol no Farol da Barra


Fique ligado

  • Ao contratar um serviço de charter leve em conta que as embarcações ficam em marinas específicas - mais distantes ou próximas dos perímetros centrais de Salvador. E você vai precisar ir e voltar, após o seu passeio.

  • Deslocamento e distância dos pontos de embarque são fatores de custo que são adicionados de forma justa aos serviços de aluguel das embarcações.

  • A BTS é enorme e cheia de possibilidades, por isso, se informe, pesquise as opções, prós e contras e, sobretudo, agende seu passeio com antecedência e com profissionais que garantam a sua segurança e da embarcação. Barco não é carro, e muitos cuidados devem ser redobrados para que seu passeio seja incrível.


0 comentário